"Dá licença, mas eu vou sair do sério!"

domingo, 4 de janeiro de 2009
(...) Tenho certeza que esse ano será diferente. Nunca me senti tão corajosa e decidida na minha vida. Estou disposta a sentir qualquer tipo de dor. Aliás, tem tanto tempo que não sinto dor, de fato... Sinto como se eu fosse uma bochecha anestesiada por reflexo da anestesia da raiz do dente. Talvez minha decisão não passe de duas semanas, mas não acredito e nem quero que seja assim. Quem ficar ao meu lado verá. Quem ler esse blog provavelmente também.
E já que toquei no assunto, quem ler esse blog é melhor que rasgue tudo depois, mas usa o lixo pra reciclagem. :)

Feliz ano 2009.

3 comentários:

Tha | 4 de janeiro de 2009 03:43

Well, juro que rasgo tudo!!! =)

Achei o post bonito de verdade. Lembrei de O Pequeno Príncipe: "é belo e se é belo tem a sua utilidade."

Boa sorte com sua inspiração, Anna! Estou ansiosa pelos próximos posts nesse e no outro blog. E pra esse comentário não ficar prejudicado em relação ao outro... Preciso dizer:

Bonito! =)

fabiana | 27 de janeiro de 2009 15:21

eu rasgo e depois jogo no telhado. e é uma boa reciclagem, os ratos usaram para fazer seu ninho.

bem, esse trem de amor é complicado...
amor é assim, difícil de explicar, difícil de entender. pelo menos pra mim.
bom, nem sei mais q tô falando, más é isso aí!
bom o post, muito bom.
bju

fabiana | 27 de janeiro de 2009 15:23

bom, erro na conjugação: os ratos usarÃO os papéis para seu ninho.

Postar um comentário